Ir para o Conteúdo da página Ir para o Menu da página

Filipe Colombo

Artigos

O que aprendi com o IronMan Brasil 2022
Tudo o que vivi até hoje me trouxe ensinamentos valiosos para minha vida profissional, e se tem uma área que consigo fazer esse link de...
Compartilhar:
Imagem do Artigo

Tudo o que vivi até hoje me trouxe ensinamentos valiosos para minha vida profissional, e se tem uma área que consigo fazer esse link de forma muito clara e objetiva, são os esportes. Já pratiquei muitos deles, vôlei, wakeboard, snowboard, surfe, skate, tênis, motocross, ciclismo, natação, corrida de rua, entre outros. 
Hoje treino triathlon. Essa é uma modalidade de esporte em que preciso estar 100% concentrado no que estou realizando e, também, porque gosto de desafiar meus limites a cada prova que disputo.

Mais que cuidar da saúde, enxergo o esporte como prática importante para qualquer empresário. Sabe aquele espírito de competição que adquirimos quando estamos em uma disputa? É o mesmo que o empreendedor precisa ter quando abre sua empresa ou está gerindo o próprio negócio. Ele se prepara para vencer, sempre!
Assim, acredito que, por meio do esporte, é possível adquirir habilidades importantes para a vida profissional. E sei muito bem do que estou falando. No último domingo de maio, dia 29/05/2022, participei do Ironman Brasil em Florianópolis. É uma prova duríssima com 3,8km de natação, 180km de ciclismo e 42,2km de corrida. E para chegar nesse nível de desempenho, são necessárias muitas características que também são úteis no meio corporativo.

 

RESILIÊNCIA
Além de ser uma característica muito importante na vida de todos, para mim essa é a principal característica de um empreendedor de sucesso.
Resiliência é a capacidade que desenvolvemos para responder de maneira mais consistente aos desafios e às dificuldades que surgem no dia a dia.
Falhamos, mas aprendemos com os erros e tentamos novamente. A resiliência ensina a reagir com flexibilidade para superar desafios e circunstâncias adversas. O esporte ensina muito isso, pois ganhamos e perdemos partidas o tempo todo e, se desanimarmos na primeira derrota, estaremos fadados ao fracasso. Lidar com o fracasso é extremamente importante para sua formação. Pessoas resilientes conseguem analisar os problemas com seriedade e encarar as mudanças como algo natural da vida. 

 

IDENTIFICAR E RESPEITAR OS LIMITES
Quando você está praticando um esporte, sabe até onde pode ir. Esse é o seu limite. Ao reconhecê-lo, você admite que tem pontos fracos e foca as energias para aprimorar os pontos que requerem atenção. Seja treinando mais ou procurando ajuda profissional para fazê-lo evoluir e ir um pouco mais além. No mundo corporativo, isso também acontece, quando, por exemplo, temos que buscar no mercado um especialista para resolver uma situação na qual não temos domínio ou não temos capacidade técnica para solucionar. Assim como ocorre no esporte, não há problema nenhum em precisar de ajuda. O problema é fechar os olhos para os limites e fazer de conta que eles não existem.

 

CAPACIDADE DE LIDERANÇA
Em um esporte coletivo, ser líder é fundamental para levar a equipe ao sucesso. Mas liderar não tem a ver com mandar, dar ordens, se fazer respeitado; é mais que isso. Liderar no esporte é ser tático e saber transmitir a melhor maneira de agir aos demais jogadores, mesmo no meio do estresse de uma partida. Liderar precisa ser feito pelo exemplo, mostrar ânimo, fazer o time e acreditar, envolver todos na jogada e, quando surgir aquela tarefa chata – assumir o lugar do goleiro, por exemplo, em uma partida; ou, no mundo corporativo, ter que criar uma estratégia fantástica do dia para a noite para salvar uma venda – você a assume e consegue influenciar que um time todo faça o mesmo.

 

OUSADIA
No esporte, você precisa, algumas vezes, ousar para vencer o jogo. Seja apostar em uma jogada arriscada ou em uma manobra que treinou poucas vezes, mas que você sabe que seria a jogada de mestre para vencer a competição; no mundo dos negócios isso também tem que acontecer.
Testar ideias ousadas – e ter coragem de aplicá-las – para surpreender o adversário é fundamental para vencer o jogo. Vender é uma atitude ousada.
Saber o momento certo de abordar o cliente, sacar o melhor negócio para ele, apresentar formas de pagamento diferenciadas e outras vantagens que tragam o negócio para sua empresa exigem essa ousadia. 

 

FOCO
Horas e horas de treino, regras a serem seguidas e objetivos a serem alcançados. Esse é o dia a dia de um atleta, e essa constância nos faz ter foco. Assim também é no mundo corporativo. Reuniões seguidas, metas para serem cumpridas, indicadores para serem examinados, pessoas para serem geridas, decisões a serem tomadas o tempo todo. Ter foco o conduz a grandes resultados. Toda essa disciplina e foco são fundamentais no mundo corporativo. Por mais capacitado que você e seu time sejam, muitas distrações aparecerão no meio do caminho e será preciso saber focar os objetivos e deixar essas distrações de lado.

 

HUMILDADE
Você vai falhar muitas vezes na vida profissional – e na vida pessoal também. Ninguém gosta disso, mas o esporte ensina a reconhecer o mérito do adversário. Além disso, a humildade nos permite identificar nossos erros, corrigi-los e seguir em frente. Na vida do empreendedor isso vale, principalmente, quando você precisa de ajuda. Tenho um Conselho Administrativo que me ajuda a tomar as principais decisões, pois admito que, mesmo com tantos anos de experiência, ainda tenho muito a aprender e reconheço a importância de ouvir gestores mais experientes que eu. Já relatei aqui situações em que precisei recorrer ao Conselho. Isso é normal. Como empreendedor, seja humilde, não aceite o rótulo de que você é o melhor. Sempre haverá algo a aprender, nem que seja na concorrência.

 

PROPÓSITO
Como time, temos que ter coesão e unidade para nos juntarmos em torno de uma causa, de um objetivo. Uma empresa com propósito se distingue dos concorrentes e não se torna apenas mais uma empresa em um segmento, porém uma marca admirada pelos clientes. Isso não tem a ver com retorno financeiro, mas com sua maneira de colaborar para um mundo melhor. Na Anjo, isso se reflete quando apoiamos projetos como o Anjos do Futsal, Doações de Tinta, Bairro da Juventude, entre outras ações sociais. O esporte me ensinou que temos que ser responsáveis pelas mudanças, e é dessa maneira que trago isso para a Anjo.

 

Gostou da leitura?

 

Esse é um trecho adaptado do meu livro best seller, "Gestão Profissional na Prática" onde falo deste e de muitos outras temas relevantes para alavancar os resultados do seu negócio.

 

abraços,

@filipecolombo